fotobiografia da escola de frankfurt

Nestas últimas semanas voltei a estudar mesmooooo!!! Ler bastante sobre fotografia e suas funções, outras ciências que se relacionem com ela e coisas e coisas e coisas… Ler, viajar, imaginar, ter idéias a partir de assuntos que são lidos… Saber de informações… A alma agradece!

Pois nestes meus “estudos fotográficos e afins”, tenho lido sobre história e sociologia e encontrei excelentes textos sobre a Escola de Frankfurt assunto que tanto azucrina nosso juizo na faculdade. Mas encontrei um livro que há muito andava parado, quieto lá na minha estante de caixas de feira tão cultuada na minha sala.
Da coleção Os Pensadores, da Abril Cultural… São textos escolhidos de Walter Benjamin, Max Horkeheimer, Theodor W. Adorno e Jürgen Habermas. Uma relíquia que adquiri faz uns anos. E neste livro enfim, descobrindo mais sobre o famoso texto que sempre foi referência em salas de universidades do mundo inteiro, o famoso “A obra de arte na época de suas técnicas de reprodução“. Quem não leu, vale ler! Na época que li foi um quiprocó danado!! Fundiu minha cabeça!! Maravilhoso!! Hoje sempre um texto a ser discutido, quase ingênuo, mas excelente. E aí fui ler sobre o famoso grupo de Frankfurt, na Alemanha. Eita grupinho de intelectuais bom demais!!
E especificamente sobre o Walter Benjamin… Não sabia da trágica morte dele que abalou por demais estes intelectuais. Suicídio, por não suportar a pressão da Gestapo, na fronteira da Espanha com a França. Aos 48 anos!!! E pesquisando encontrei um texto sobre ele num blog de um português, Rogério Santos que discute indústria cultural. Muito bom! E cita o texto que Walter escreve no livro “Sobre Fotografia“.
Era a turma do “Grand Hotel Abgrund“, Grande Hotel Abismo, apelidado por Lukács ironicamente, pois sempre o trágico era encarado como o renascimento das cinzas. Segundo ele, o grupo sempre precisava ir muito negativamente nos assuntos, abordá-los de maneira muito densa para se chegar a uma luz. Na raiz da palavra abgrund, que origina outra palavra em francês quer dizer “fundo, abismo”. A foto do grupo de pensadores e suas respectivas esposas foi feita com este hotel ao fundo, por isso o nome.
E este Grand Hotel Abgrund, foi a intitulada Fotobiografia dos personagens que iniciaram a conclamada Escola de Frankfurt na época pós Segunda-Guerra publicada por Herausgegeben e Willen Van Reijen. Um texto do professor Silvio Medeiros conta sobre este surgimento. E imaginem uma Fotobiografia deste grupo!!! Estou à caça deste livro que deve ser uma preciosidade!!! E também em busca do “Passagens” e do “Sobre a Fotografia”, do Benjamin, quem os tiver e puder emprestar… Ou compartilhar as idéias ou enfim, dizer onde os encontrou…
Vale saber…E a mente agradece e por que não o coração também?
Anúncios
Esse post foi publicado em A obra de arte na época de suas técnicas de reprodução, escola de frankfurt, fotobiografia, Jürgen Habermas, Max Horkheimer, theodor adorno, walter benjamin. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s