um jardineiro fotógrafo ou um fotógrafo jardineiro??

Pude ter acesso a obra do talentoso fotógrafo e artista plástico que usa iconicamente o objeto executor principal da fotografia em seu trabalho: máquinas fotográficas em diversos tamanhos e situações em pintura e escultura. Filho de uma arteterapeuta ele é o Jardineiro André Feliciano. É assim mesmo que ele se apresenta. Fiquei impressionada com a qualidade profissional deste moço com 25 anos com suas idéias mirabolantes em volta da câmara fotográfica com que compôe conceitos bem pertinentes.
Foi selecionado para expor no Prêmio Energias na Arte, promovido pelo Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, voltado a artistas de até 27 anos de idade, que nesta primeira edição recebeu 371 inscrições, escolhendo 19 artistas para a exposição e premiou 3 artistas.
A comissão julgadora foi composta por João Pinharanda, critico português, pela diretora do setor educativo do Instituto Tomie Ohtake Stela Barbieri, por Eduardo Brandão, sócio/diretor da Galeria Vermelho, pelo artista Rubens Espírito Santo, pela artista Chiara Banfi – vencedora do Prêmio realizado em 2004.
Publicou o livro “Dois amantes que se amam mas não se mexem” que já concorreu ao Prêmio Telecom de Literatura de Portugal 2009. O rapaz é movido a arte!! E a exposição do Energias da Arte vai até dia 19 de julho.
Anúncios
Esse post foi publicado em arteterapia, instituto tomie ohtake, jardineiro andré feliciano, prêmio energias na arte. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s